Mostrando postagens com marcador Curiosidades. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Curiosidades. Mostrar todas as postagens

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Sardas: Imperfeição!?


Brock Elbank é um fotógrafo de Londres que é mais conhecido por sua habilidade de enfatizar as chamadas "imperfeições" humanas e transformá-las em retratos impressionantes. Neste trabalho ele mostra uma série de pessoas portadoras de sardas.


Elbank diz que ficou surpreso ao ouvir as histórias de infância complicada de seus modelos, que freqüentemente envolvem bullying e rejeição. 


Ele acha que cada indivíduo é singularmente encantador e lindo. Seu objetivo para esta série é fotografar 180 pessoas de diferentes etnias, idades e gêneros.


De maio a outubro, será feito uma exposição dos retratos na Suécia e um livro de arte será lançado em setembro de 2018.







Fonte: 

www.boredpanda.com

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Vaca ganha fama após fuga espetacular na Polônia


Na Polônia uma vaca fez uma fuga espetacular enquanto estava sendo levada para um matadouro.

Ignorando o conselho de que a mesma deveria se sedada, um dos trabalhadores teve o braço quebrado além de outros ferimentos enquanto o animal derrubava uma cerca de metal e saltava para o lago Nyskie, sul da Polônia, dirigindo-se para uma ilha.

Depois de uma semana tentando recuperar a vaca, o agricultor, conhecido apenas como o Sr. Lukasz, desistiu da empreitada.

Quando os bombeiros usaram um barco para chegar à ilha, a vaca nadou cerca de 50 metros para uma península vizinha.

Pawel Gotowski, vice-comandante da brigada de bombeiros em Nyskie, disse que o animal estava muito assustado e era impossível se aproximar.

Um político local e uma ex-cantora se ofereceram para salvar a nova "celebridade" da morte.

O político disse que se todos os cidadãos demonstrassem tal determinação como o animal, a Polônia seria um país muito mais próspero. Ele completa falando que embora não seja vegetariano, confessa que a força de vontade para viver que a vaca demostrou tem um valor inestimável.

Fonte:

https://googleusercontent.com

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Cão vela amigo morto em atropelamento


Na tarde desta segunda-feira um fato chamou a atenção dos moradores de Curitibanos, cidade do Meio-Oeste de Santa Catarina. Depois da morte de um cão por atropelamento na Avenida Rotary, no Bairro Aparecida, um outro cão permaneceu ao seu lado no meio do asfalto durante quatro horas mesmo embaixo de chuva. O acidente ocorreu por volta das 13h. 

Alcione Ortiz, um socorrista do Samu, presenciou a cena e fotografou o momento. 

"Parecia que ele estava chorando, foi uma cena bem emocionante. Tirei ele da pista para que o outro não fosse atropelado também. Saí de lá e eles continuavam juntos", contou o socorrista.

“Desde a avenida até no canteiro o cachorro ficou do lado do seu amigo. Eu me comovi. Era de cortar o coração”,  completa.

O socorrista foi para casa e após duas horas resolveu voltar até o local. “Os dois continuavam inseparáveis, foi quando decidi levar o vira-lata para casa e enterrar o outro cão atropelado”, explicou.


De acordo com Alcione, os vizinhos e as pessoas que passavam pelo local não tinham visto o vira-lata nas mediações. Apesar de tentar ajudar o animal levando para casa, ele acabou fugindo. “Fui buscar ração para ele, mas ele acabou escapando. Depois fiquei sabendo que morava na rua”, disse.

Para Alcione, a situação da relação entre os dois cães foi uma lição de vida.

“Esse cachorro mostrou o quanto é fiel ao amigo. Foi uma emoção muito grande, em saber que mesmo correndo perigo de ser atropelado também, o vira-lata ficou firme e forte ao lado do amigo”, completou.

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Japão oferece casas de repouso para animais de estimação


Refeições servidas em salas privadas, massagens terapêuticas e motorista são alguns dos serviços oferecidos em lares para animais de estimação no Japão. Este é um tipo de segmento que vem aumentando bastante no país.

Muitas pessoas envelhecem e perdem a capacidade de cuidar de seus animais que têm vivido cada vez mais tempo.

De acordo com uma pesquisa anual da Tokyo Pet Food Association, a vida média dos cães atingiu a marca de 14,2 anos enquanto que para gatos a média ficou em 15,3 anos.


Em Tokyo cerca de 40 por cento dos animais hospedados precisa de cuidados extras por causa da idade ou doença. O restante são os casos em que seus tutores passam por problemas de saúde ou não conseguem lidar com eles.

Algumas dessas casas oferecem sala própria para que seus tutores possam passar um tempo privado com seus amigos peludos durante as visitas.

Outro fator que impulsionou a demanda por casas de repouso animal no Japão foram as vítimas de desastres. Após o terremoto de 2011, dezenas de milhares de animais de estimação foram separados ou perdidos dos seus proprietários, ou junto com seus donos perderam suas casas. Destes animais, apenas algumas centenas foram temporariamente levadas para abrigos públicos.


A ida de seus proprietários para o exterior ou para um apartamento onde animais não são permitidos, bem como questões comportamentais que levam a queixas dos vizinhos, também contribuiu para alavancar o segmento.

Além das casas de repouso em áreas urbanas é possível ainda optar por casas de campo onde o animal de estimação pode desfrutar de espaço aberto, ar fresco e fontes de água quente naturais.



sábado, 13 de janeiro de 2018

Mulher faz implante em borboleta com asa quebrada


A borboleta monarca, dependendo da época em que nasce, pode viver de 2 semanas a 5 meses. Mas a vida de um destes belos insetos poderia ter sido mais curta se não fosse a ajuda de Romy McCloskey. Romy vive no Texas onde trabalha como designer. Ela conta que vinha acompanhando o desenvolvimento de algumas lagartas em seu quintal e que percebeu que uma borboleta monarca que tinha apenas três dias estava com uma das asas bastante danificada. 


Ela diz ainda que as borboletas têm um significado muito especial e que sua mãe antes de morrer há 20 anos atrás, disse que sempre que ela visse uma borboleta, que se lembrasse que ela estaria presente e que sempre a amaria.


Através de um vídeo, a designer estudou a possibilidade de poder fazer algo. Após se preparar, ela resolveu então tentar uma cirurgia pretendendo recuperar a asa de sua amiguinha. Entre os objetos utilizados no procedimento estavam arame, cimento de contato, um palito de dente, um cotonete, tesoura, pinças, talco e uma asa de outra borboleta que havia morrido há alguns dias.


Ela diz que pelo que pesquisou, cortar as pontas das asas seria como cortar o cabelo, ou seja, seria algo indolor. Usando o máximo de cuidado e precisão possível, Romy colou a asa enquanto sua paciente estava levemente presa a um gancho de arame.


Após um dia de descanso e alimentada com néctar, chegou a hora de verificar o resultado do implante. 


A borboleta foi solta, voou por alguns instantes, posou em uma planta e tornou a voar novamente. Feliz, Romy se despede de sua amiga.

Fontes:


domingo, 28 de fevereiro de 2016

Tévennec: Um Desafio Para Poucos

Considerado como um dos locais de trabalho mais exigentes por parte da comunidade de faroleiros, o Tévennec tem sido chamado de "o inferno dos infernos". Pouco conhecido, este farol está situado no lado leste da isolada Ilha Seinn, França. Com fama de mal assombrado, alguns guardas relataram que gritos sombrios podiam ser ouvido no local. 


Recentemente, uma caverna foi encontrada na rocha sobre a qual Tévennec foi construído, o que pode explicar os ruídos estranhos ouvidos pelos guardiões. Como ninguém queria viver sobre estas pedra, o farol foi automatizado em 1910.

 Marc Pointud (foto: letelegramme.fr)

Desafiado a viver no local por dois meses, Marc Pointud, fundador Sociedade Nacional para o Patrimônio de Faróis e Sinalizações na França, aceitou o convite e iniciou neste fim de semana a sua estadia.

Lutando contra a solidão e isolamento, ele será o primeiro habitante do farol em 100 anos. O primeiro a fazer este trabalho, Henri Guezennec, enlouqueceu durante a sua estadia em 1875.


Ao contrário de seus antecessores, Marc Pointud não ficará isolado do mundo, ele manterá conexão com a internet. Para resistir por dois meses na solitária, 400 quilos de equipamentos e suprimentos foram transportados sobre a rocha. "É uma aventura, mesmo que seja o século XXI com meios modernos", diz o guardião temporário, que deve se acostumar com as ondas, por vezes, muito violentas.


Fonte:


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

NASA Libera Gravação de Som Ouvido no Lado Oculto da Lua em 1969

Fora de contato de rádio com a Terra e no lado mais distante da Lua, os astronautas não estavam à espera de ouvir qualquer coisa em seus instrumentos em 1969, mas ouviram. 


A Nasa revelou uma gravação com uma "música estranha", que a equipe da Apollo 10 ouviu em maio daquele ano durante o voo no lado escuro da lua.

"Você ouviu esse som de assobio também?"

Essa pergunta é parte da conversa entre os astronautas Eugene Cernan e John Young na Apollo 11 durante o voo ao redor da lua e que manteve-se em segredo por mais de quatro décadas.

O estranho evento fez com que a equipe tivesse dúvidas em mencioná-lo ou aos seus superiores, por medo de que se pudesse lançar dúvidas sobre sua adequação para voos  futuros segundo a Discovery.

O áudio surgiu em 2008 e só pode ser ouvido pelo público agora.

A gravação com um total de uma hora de duração foi apresentada na noite de domingo na série "Os documentos inexplicáveis da Nasa ", do canal de televisão a cabo Discovery Channel. 

Assista o vídeo em inglês.



Fonte:


Foto:


domingo, 31 de janeiro de 2016

A Amizade Entre o Cão e o Homem

Alguns registros históricos afirmam que a relação do homem com os cães começou há  milhares de anos. Nessa época, o homem, por medo do número de cães que rondavam suas “casas”, abatia os adultos. Os filhotes eram acolhidos e amamentados pelas mulheres que utilizavam o leite materno com que alimentavam os próprios filhos para cuidarem dos cãezinhos órfãos. 

Dessa forma, conclui-se que a mulher foi quem promoveu a aproximação desses animais e sua domesticação. Até então, os cães eram vistos como animais perigosos, selvagens. Mais adiante, seriam utilizados como auxiliares indispensáveis nas atividades de caça, das quais recebiam uma pequena parte para sua alimentação. 

Mesmo com o passar do tempo parece que esta amizade vem se tornando algo cada vez mais intenso, ainda que existam muitos animais abandonados, existem pessoas que adotam uma grande quantidade destes animais. Também tem sido uma crescente o número de Ongs que resgatam animais de rua.

Algumas imagens que mostram este vínculo de amizade tornaram-se bastante famosas.


O cãozinho Schoep, de 20 anos, ficou famoso em 2013 por uma foto compartilhada na internet. Na imagem, o animal aparece dormindo nos braços do dono, John Unger, num rio nos Estados Unidos. Na época, Unger explicou que o o bichinho sofria de artrite e só na água conseguia relaxar.


O paciente Olívio Yamamoto, que estava internado na Santa Casa de Itatiba (SP) entre 30 de agosto e 6 de setembro de 2015, teve seu cão esperando por ele em frente ao hospital durante todo o período de internação. O cão chamado Negão havia sido adotado por Olívio que mora sozinho com o animal.


Esta foto mostra a imagem de uma mulher que foi isolada em uma instalação improvisada para pessoas com altos níveis de radiação. Ela observa seu cão através de vidro em Nihonmatsu, norte do Japão (março de 2011).


Este é Leão, o cão que ficou ao lado da sepultura de sua tutora, morta durante as fortes chuvas que atingiram Teresópolis (RJ) em 2011. Após resgatado, Leão foi adotado por uma família no Rio.


Em abril de 2015 em Florianópolis, uma operação conjunta da Polícia Militar e da Polícia Civil na comunidade do Papaquara no Norte da Ilha, acabou com a prisão de dois criminosos. Até aí, nada de espantoso, mas o que chamou a atenção mesmo, foi o fato de que enquanto os criminosos estavam deitados sendo revistados, o cão de um dos bandidos também deitou ao lado do seu dono e ali permaneceu quieto durante toda a ação.

Fonte:


domingo, 3 de novembro de 2013

Os Agroglifos de Ipuaçu

A exemplo do que vem ocorrendo desde 2008 na cidade de Ipuaçu, localizada no oeste catarinense, novos agroglifos foram encontrados neste fim de semana em algumas plantações do município.


Agroglifos são figuras geométricas que aparecem em plantações em diversas partes do mundo. A Inglaterra é um dos países com maior número de casos.

Abaixo seguem imagens dos casos ocorridos em Ipuaçu.

2008

2009

2011

2012

2013

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Hammerfest e o Sol da Meia-Noite

A curiosa cidade de Hammerfest, considerada a mais ao norte do mundo, está localizada na Noruega e tem uma área territorial de 844 km² e população de 9.967 habitantes. 


No período de 18 de novembro a 1 de fevereiro, o sol não se põe nesta cidade. Por outro lado, de maio a agosto a escuridão predomina, ou seja, são 75 dias de sol ininterruptos e 290 noites ininterruptas. 


Em 1891, Hammerfest tornou-se a primeira cidade no norte da Europa a ter iluminação elétrica de rua. Sua temperatura média anual é de aproximadamente 2°C e seu período mais chuvoso vai de outubro a dezembro.  


Estabelecida como município em 1 de janeiro 1838, Hammerfest abrange partes de três ilhas: Kvaloya , Soroya e Seiland. 


Em 1890, metade de suas casas foi atingida por um incêndio que começou em uma padaria. Em 1940, durante a segunda guerra mundial, a cidade foi destruída pela ocupação das tropas alemãs. Minas e munições que sobraram da guerra ainda estão sendo encontrados e eliminados. 


Durante os meses de verão a cidade é invadida por renas em busca de alimento. A invasão dos animais faz o município ter um gasto alto com a manutenção da limpeza pública.


quinta-feira, 11 de abril de 2013

O Poder da Mente


Não é de hoje que se ouve falar do poder da meditação, no entanto a prática milenar vai além da busca pelo relaxamento e do auto controle. No Tibete por exemplo, monges conseguem alterar a temperatura do corpo com uma forma particular de meditação que contribui também para a melhora do sistema imunológico. 

A técnica é uma prática espiritual conhecida como "tummo", que utiliza a energia interior. Pesquisas realizadas com o uso de instrumentos de medição em praticantes que estavam em regiões geladas do Himalaia, constataram que através deste tipo de meditação as pessoas foram capazes de aumentar a temperatura do corpo a 38 graus Celsius. Após aprenderem as técnicas, os   pesquisadores também foram capazes de aumentar a própria temperatura.

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Dia da Mentira: A Origem


Em uma das explicações sobre a existência do dia da mentira diz-se que a brincadeira iniciou na França em 1564. O país comemorava o ano novo no dia 25 de março com uma festa que se estendia até o dia 1 de abril, período em que as pessoas trocavam presentes. 

Com a implantação do calendário gregoriano, o ano passaria a ser comemorado em 1 de janeiro por decisão do rei Carlos IX. Como alguns não aceitaram a mudança, continuaram comemorando na data anterior. 


Por conta disso, aqueles que passaram a acompanhar o novo calendário, começaram a lhes enviar presentes estranhos e convidá-los para festas inexistentes. A partir daí a brincadeira se espalhou pelo mundo e o dia 1 de abril ficou conhecido como o dia da mentira.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Festival Qingming (China)

Tradição que ultrapassa 2500 anos, o início de abril na China é marcado pelo Festival Qingming, uma espécie de comemoração à vida e que ao mesmo tempo relembra os mortos. A festa inclui desde passeios pelos campos admirando-se a natureza, até a limpeza de túmulos. 


Aproveitando o clima da época que se divide entre dias quentes e com chuvas moderadas, os chineses também seguem a tradição de plantar árvores nesta data. 


Além da limpeza nas sepulturas em respeito aos seus antepassados, outra prática dos chineses é de colocar oferendas junto às esses túmulos como comida, chá, vinho e incenso. 


Empinar pipas também faz parte da comemoração e é uma prática muito apreciada tanto por jovens como por idosos. As pipas são empinadas durante o dia e também à noite, quando pequenas lanternas coloridas são amarradas às asas ou às cordas que prendem as pipas. Quando essas voam à noite, as lanternas ficam parecendo estrelas cintilantes dando um verdadeiro espetáculo.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...